Início > Holanda > Neve!!!

Neve!!!

09 - 02 - 2007

Para mim, neve é especial, não importa os contratempos que ela causa. Ontem nevou a tarde toda. Da janela do prédio onde eu trabalho via ela caindo e esbranquecendo árvores e carros.

E por aqui caminhei ontem, após o trabalho:

[splashcast ETPA2546OC]

Os contratempos…
Bem, desta vez não tive problemas para voltar para casa, não nevou tanto assim. No início de 2005 vi neve pela primeira vez. Um amigo holandês não entende porquê a NS (a companhia de trem holandesa) fica maluca com um pouquinho de neve se na Rússia neva muito mais e a vida continua.

Para se ter uma idéia, neste dia de muita neve de 2005, cheguei na estação de trem em Amsterdã por volta das 7 horas da manhã e só desci do trem em Hilversum, onde trabalho, 3 horas depois – em um percurso que normalmente dura meia hora!

Nestas situações, não apenas a NS, mas os passageiros perdem a paciência e tornam-se protagonistas de cenas bizarras:

Respirar frio
Trem lotado. Isso não é comum no meu percurso diário. Lotado aqui significa todos os bancos ocupados e algumas pessoas em pé, ou seja, cheio para os padrões do metrô de São Paulo. A maioria das pessoas de cara fechada.

Uma mulher decidiu abrir a janela próximo ao assento dela. O vento frio, no entanto, não soprou na direção dela, mas na das pessoas que estão sentadas nos bancos atrás dela. Um homem e uma mulher que sentiram gelar a nuca se entreolharam. Outras pessoas reclamaram baixinho. Alguém tentou fechar a janela, mas não conseguiu. A mulher abriu novamente.

O casal, que havia reclamado entre si, levantou-se e foi tirar satisfações com ela. Ela nem se importou. Mas o frio incomodava cada vez mais pessoas, que também reclamavam. A dona da janela olhava a todos com uma certa arrogância. Lia-se no rosto dela: “eu sempre consigo o que quero!”

A primeira mulher que reclamou expressava o conformismo pela batalha perdida. Colocou seu gorro na cabeça e cruzou os braços. Mas o homem não se contentou. Continuava impaciente e irriquieto, como se estivesse planejando algo.

Foi então que ele se levantou. Com muito ruído pisou com suas enormes botas pretas em cima do banco em que sentava e fechou a janela, com força. Um rapaz e duas moças, que sentavam-se do outro lado – e eram os mais afetados pela corrente de ar – até levantaram para aplaudi-lo! E a fisionomia do nosso herói demonstrava uma pontinha de orgulho.

A mulher ao lado dele tirou o gorro e abriu um sorrido. A dona da janela se enfiou entre o chale e o casaco preto. Narizinho abaixado.

Anúncios
Categorias:Holanda
  1. Mr Tikiman
    09 - 02 - 2007 às 7:47 pm

    hee daan, leuk zo’n multimediale schrijfpaal. mag wel wat vrolijker die kleurtjes. toedloe doei doei

  2. 26 - 02 - 2007 às 10:34 am

    Nem sinal de neve por aqui, Dan!
    E bem que eu gostaria que tivesse nevado, pelo menos no Natal, pra dar um clima mais gostoso à data.
    E o frio tbém está ameno. Teve um dia que a temperatura chegou a 25 graus! Acredita? Noutros chega a 17, 15 … enfim, estranho para o inverno. A Natureza está ‘respondendo’ ao mal que vem sofrendo pelas mãos do Homem!
    Agora está fazendo 3 graus, mas tem um solzinho bom e estou com a porta da varanda aberta (para os gatos pegarem um arzinho).
    Adorei a música do vídeo. Enqto escrevou estou ouvindo. 🙂
    Beijinhos!!!

  1. 14 - 01 - 2008 às 9:38 pm
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: