Início > Holanda, Típico holandês > Cadê o paquera do trem?

Cadê o paquera do trem?

06 - 06 - 2007

Durante um percurso, de casa para o trabalho, da escola para casa ou qualquer outra viagem num transporte público, você já deve ter dado de cara com uma pessoa que chamou sua atenção.

Pode ser que o trajeto em que vocês viajaram juntos não foi longo o suficiente para pedir o telefone, às vezes nem mesmo saber o nome dele ou dela. Pode ser que você sequer tiveram a oportunidade de trocar algumas palavras. Ficou apenas num olhar. E agora, como encontrar aquela pessoa?

RailsSe você mora na Holanda e o transporte público foi o trem, basta consultar na Rails, a revista que pode ser lida dentro do trem.

No meio da Rails há um encarte chamado ‘Daily Rail’, que tem uma seção chamada ‘connect’. Ali, as pessoas deixam os mais inusitados recados para chamar a atenção daquela pessoa com quem um dia flertaram.

Sempre que pego a Rails, me divirto lendo o Connect. Os bilhetinhos são tão engraçados. Uns estão cheios de clichês, outros são criativos. Alguns exemplos?


Cachecol de futebol

Domingo à noite, 18 de março de 2007, stoptrein Utrecht-Baarn das 18h05. Eu, jaqueta preta, cachecol de futebol azul, sentado com um amigo e falando alto. Você, jaqueta escura, calça clara, tentando, do outro lado, fazer de conta estar olhando pela janela, mas eu vejo que você está prestando atenção na minha conversa. Quando você desce em Soestdijk, você se vira e eu ganho de você um enorme sorriso. E então, antes que eu me dê conta, você foi embora. Quando vou ver você rir de novo?

Do Sul ao Leste
Sábado de tarde, 17 de março. Nós começamos a falar entre Breda e Roterdã. Eu tinha terminado de ler minha revista. Você está no exército e ia na sua namorada, em Delft. É uma pena que eu não saiba mais nada sobre você. será que você vai responder a minha mensagem?


Chicken

Utrecht-Amsterdã, segunda-feira, 2 de abril, partida às 13h25. Eu: camiseta roxa, calça bege, cabelos castanhos. Você: afro-americana, calça bege, tênis bege, vermelho, laranja e azul. Eu estava lanchando, você estava entretida em um livro sobre psicoterapia. Você me olhou e eu te olhei, mas: I was a chicken. Descemos em Amsterdã. Você caminhou em direção aos bondes. A última coisa que eu vi foi um amplo sorriso. O que fez valer meu dia e ter vontade de mais…

Livro colorido
Domingo, 25 de fevereiro, trem de Utrecht para Roterdã. Meu filho encontrou um lugar em frente a você e já foi colocando o seu livro colorido ali. Você sorria de maneira tão meiga. Nós falamos rapidamente porque eu estava com medo de que você notasse que eu tinha te achado tão gente fina. Era umas 16h00 e você continuou no trem em Roterdã. Claro que você tem um namorado e só sorriu por causa do meu filho, mas se esse não for o caso, você pode me responder?

Esses recadinhos estavam na edição desse mês. Pela data que foram escritos, é possível imaginar que muitas viagens de trem se sucederam enquanto se espera a publicação e uma possível resposta. Talvez seja por isso que connect também esteja na internet.

Anúncios
Categorias:Holanda, Típico holandês Tags:, ,
  1. Tatiana
    08 - 06 - 2007 às 10:39 am

    A pessoa tem que ser o príncipe encantado para eu escrever para uma revista dessas. Mas será que o príncipe também lê a revista? E será que encontros realmente acontecem?

  2. 11 - 06 - 2007 às 4:18 am

    Essa seria uma matéria interessante. “Hoje estamos casados graças à Connect!”

    Claro que os recadinhos foram traduzidos por você, né, Dani? Esse “tão gente fina” é tão você! =D

    :***

  3. 11 - 06 - 2007 às 6:55 am

    Esqueci de dizer, Tatiana e Fer, já vi em alguns números da Rails um box com o “casal do mês”. E aí aqueles que se encontraram por um bilhetinho desses contam em que pé a relação está. Só me lembro de ter lido um e o cara, que tinha namorada, reagiu à mensagem e agora são bons amigos, graças ao Connect!

    E, caramba, Fer, dei tão na cara assim? hahahhahah

    beijos,

  4. 17 - 06 - 2007 às 5:31 pm

    Nossa!!! quero uma revista dessa aqui!!!! Achei muito boa a idéia , o problema eh toda a ansiedade e expectativa em torno da publicação-resposta-possível encontro. Mas, no mínimo deve ser muito divertido ver um recadinho para vc… Querida que saudade de vc, apareça lá no lisa, bjão

  1. 14 - 01 - 2008 às 9:30 pm
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: