Início > Amsterdã > O progresso e o protesto

O progresso e o protesto

31 - 10 - 2007

A estação de trem e metrô Sloterdijk, em Amsterdã fica numa área rodeada por prédios modernos. A maioria deles funciona como escritório. Em volta da estação está a Carrascoplein.

carrascoplein

Os urbanistas que receberam a tarefa de transformar a área repleta de viadutos em monumento não conseguiram imaginar um local onde a natureza pudesse coabitar com o progresso. Plantaram ali troncos de árvores de metal.


Os agricultores sumiram
Próximo a esse monumento de concreto está uma homenagem aos camponeses, que tamém desapareceram para dar lugar ao crescimento da cidade.

campones desaparecido

A extinção do camponês‘ é o nome da obra de Karel Gomes para lembrar que, por centenas de anos, famílias de camponeses moraram e trabalharam nesta área, ao leste de Amsterdã. A escultura está no local que, até 1950, demarcava a fronteira entre cidade e campo.

Anúncios
  1. Danusa
    31 - 10 - 2007 às 4:06 pm

    Daniela,
    Adorei o seu post de hoje!
    Moro acerca da estação e das árvores de metal (até hoje me perguntava sobre essa arte ali exposta), agora entendi o porquê (como sempre seu blog muito informativo). Pensava somente que essa “arte fria” era utilizada como casa para os mais diversos coelhinhos que habitam por ali ;o)
    Beijos
    Danusa

  2. 01 - 11 - 2007 às 3:20 pm

    Sempre pensei no que significava isso! Por que não árvores de verdade?

    Legal que explicou!!

    Bjo!

  3. 05 - 11 - 2007 às 2:22 pm

    uau! achei que fossem árvores de verdade…

  1. No trackbacks yet.
Comentários encerrados.
%d blogueiros gostam disto: