Início > Amsterdã, O holandês > Holandês num bairro ‘multiculti’?

Holandês num bairro ‘multiculti’?

05 - 12 - 2007

Encontrei com M no aniversário de um amigo em comum. Ela é professora de holandês e leciona na sede de uma associação dos moradores de bairro, em Amsterdã, para um grupo de mulheres, a maioria oriunda do Marrocos ou da Turquia.

ParabólicasConversamos sobre as dificuldades em aprender o neerlandês. M disse que aconselha as alunas dela a usar o idioma para se comunicar no comércio. A minha velhinha havia me sugerido o mesmo.

Moramos no mesmo bairro e M sabe da pouca probabilidade de praticar holandês nas ruas de um bairro multicultural.

‘Multiculti’
Perto da minha casa tem três lanchonetes turcas, uma padaria e uma loja de roupas marroquina, um cybercafé de um paquistanês, uma loja de quinquilharias de um queniano.

O quitandeiro é marroquino, a cabeleireira é polonesa, o tintureiro é brasileiro, o pizzaiolo é italiano e na feira livre ouve-se todos os idiomas. Até mesmo a padaria típica holandesa está agora nas mãos de uma família marroquina. Só sobram mesmo o peixeiro e o açougueiro, mas eu sou vegetariana!

Ainda que a maioria dos comerciantes falem holandês, o usam de uma maneira semelhante à minha: nos entendemos perfeitamente mas não temos a fluência de um nativo.

Pra quê holandês?
Para M, o grande desafio é ensinar holandês para pessoas que, na verdade, raramente precisam do idioma: “se vão ao mercado ou qualquer loja, sempre podem usar a língua materna, que falam também em casa, com o marido ou as crianças.”

Senti um ar de frustração no rosto da professora. A missão dela é bastante complicada: ensinar um idioma para mulheres que são obrigadas a aprender, segundo a lei holandesa, mas que não têm oportunidade nem necessidade de usar.

Acho maravilhoso ter contato com gente vinda de todas as partes do mundo. Morar aqui ampliou meus horizontes culturais, embora não seja muito prático para aprender o idioma do país em que vivo.

Mas não tem problema. Já que nem sempre podemos usar holandês, o melhor é aproveitar a multiculturalidade. No filminho abaixo, uma apresentação dos ‘Necos’ no Podium Mozaïek, o teatro-restaurante-café-casa-de-concertos do bairro onde moro:

ps: A Neco Novellas é uma banda formada por irmãos moçambicanos que vivem em Roterdã e cantam em português, inglês e no idioma da tribo chópi, da qual eles fazem parte.

Leia também:
Na Holanda todo mundo fala holandês

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. 07 - 12 - 2008 às 4:42 pm
  2. 26 - 01 - 2011 às 11:10 pm
  3. 03 - 04 - 2011 às 2:56 pm
Comentários encerrados.
%d blogueiros gostam disto: