Início > Amsterdã > Morando no Bairro da Luz Vermelha

Morando no Bairro da Luz Vermelha

23 - 01 - 2008

H. mudou-se há menos de um mês para um apartamento no centro de Amsterdã, a duas quadras do Dam. A janela dos fundos dá para a Oudekerk.

Vista da janela“As duas primeiras noites, quando me mudei para cá, ouvi uma gritaria infernal. Acho que uns 50 turistas ingleses, que andavam em bando, passaram em frente a minha casa. Pensei que teria de me acostumar, mas depois isso nunca mais aconteceu, é uma vizinhança tranqüila”, conta H.

Ele está curtindo morar numa área tão freqüentada por turistas do mundo todo que buscam o prazer carnal, quer seja para satisfazer a libido, em uma das vitrines com luzes vermelhas, ou o alimentar estômago, em um dos mais variados restaurantes orientais, de chineses a tibetanos, passando por tailandeses, indonésios e japoneses.

H. mora no último andar de um predinho pequeno de três andares. É preciso subir três lances de escadas, bem inclinados e estreitos para chegar no que ele chama de lar: um cômodo de aproximadamente 10 metros de largura por 30 de comprimento. Uma minúscula cozinha, seguida do espaço da cama, banheira e vaso sanitário.

Muitos dos bordéis e casas de strip-tease da vizinhança estão sendo fechadas. A prefeitura quer reformar a área que concentra a prostituição e o tráfico de drogas – nem sempre legalizados – em galerias com artistas, transformar a área em templo da moda.

“Com o dinheiro dos nossos impostos, a prefeitura vai comprar os prédios superfaturados dos traficantes. Depois vai investir mais dinheiro nos novos artistas e, claro o tráfico e a prostituição só vão mudar de lugar”, reclama H. Acho que ele tem razão.

Leia também: Morar em Amsterdã é…

Anúncios
  1. 25 - 01 - 2008 às 4:54 pm

    É…concordo com os dois. Vamos ver no que é que vai dar…

  2. 18 - 03 - 2008 às 10:46 am

    Muito interessante seu blog, sempre muito bacana ver o ponto de vista de um brasileiro….
    Assim como a Noruega, a Holanda é um belo país com grandes diferenças climáticas e culturais que devem ser assimiladas e entendidas, coisa que nem todo brasileiro gosta de fazer.
    Por isso é que gostei do seu blog, muito bom mesmo.
    Beijos das terras vikings

  1. No trackbacks yet.
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: