Início > O holandês, Típico holandês > Na aula de holandês 5: a holandesa

Na aula de holandês 5: a holandesa

05 - 03 - 2008

– A aula já está terminando e a minha próxima cliente já está aguardando na sala de espera. Vamos pegar nossas agendas para marcar as próximas aulas? – disse a professora.

Em seguida, perguntou se a aluna podia comparecer nas semanas seguintes, no mesmo dia da semana e horário. A cursista fez sinal afirmativo com a cabeça e ela anotou na agenda. Olhando o calendário, comentou:

– No domingo, 23 de março é páscoa e na segunda, 24 é o segundo dia de páscoa, feriado. Primeiro de maio é o dia da Ascenção de Nosso Senhor e ninguém trabalha.

A aluna a observava fazendo cara de quem nunca havia ouvido falar dessas festas. A professora continuou:

– Depois no dia 4 de maio homenageamos os mortos durante a II Guerra Mundial e no dia 5 comemoramos a Libertação. E, claro, 30 de abril é o dia da Rainha, o dia mais importante do ano…

– De acordo com quem? interrompe a aluna.

– De acordo comigo! – responde a holandesa, engasgada. Com o rosto corado, segue sua explicação dos feriados…

Leia também:
Na aula de holandês 4: a brasileira
Na aula de holandês 3: a mexicana
Na aula de holandês 2: o grego
Na aula de holandês: o australiano

O dia da Rainha

Tradicionalmente, celebra-se o dia da Rainha em 30 de abril para comemorar o aniversário da já falecida Juliana, mãe da Beatrix, a majestade holandesa.

Segundo o site da Família Real, a primeira vez em que tal festa aconteceu, foi em 31 de agosto 1885, data de aniversário da então ainda princesa Wilhelmina, mãe da Rainha Juliana. Os liberais deram a idéia, com a intenção de promover a unidade nos Países Baixos.

Embora a Rainha Beatrix complete anos em 31 de janeiro (em pleno inverno), a festa continua sendo celebrada em 30 de abril, quando o clima já está mais ameno e coincide com o dia em que em 1980, Beatrix subiu ao trono.

É uma festa popular no país todo, principalmente em Amsterdã. Nesse dia, é permitido vender quinquilharias nas ruas, há shows dos mais variados estilos de música em cada esquina, muitos barcos desfilam nos canais e o Vondelpark, parque no centro da cidade, é tomado pelas crianças, que além de venderem suas bugigangas, dançam, jogam capoeira, tocam instrumentos musicais e outros tipos de apresentações artísticas a troco de moedinhas do público.

Sobre as datas, leia também:
O dia que imigrei
Dia da Rainha

Anúncios
  1. 05 - 03 - 2008 às 3:20 pm

    Ai santa, que coisa! Não quero essa como professora, não.

    No ano passado, conferi o Dia da Rainha e postei no Tabuleiro. Foi divertido!
    http://bailandesa.zip.net/arch2007-04-29_2007-05-05.html

  2. 05 - 03 - 2008 às 4:15 pm

    E vc acha que o link ali em cima sobre o Dia da Rainha vai pra qual página que não a sua, dona bailandesa? 😉

  3. 06 - 03 - 2008 às 11:14 pm

    kkkk.. não cliquei.. que honra! Agora, nem vou dormir. Fiquei emocionada:)

  4. 23 - 03 - 2008 às 7:47 pm

    pois é, meus novos amigos holandeses em brasília me explicaram que “dia da rainha” no inverno não rola… haha! por isso teriam mantido o aníver da dona juliana!! (qdo é mesmo o aníver da máxima?)

  1. 22 - 03 - 2008 às 11:21 am
  2. 17 - 04 - 2008 às 10:13 pm
  3. 30 - 04 - 2008 às 5:48 pm
  4. 10 - 05 - 2010 às 4:21 pm
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: