Início > Amsterdã > Sinal fechado

Sinal fechado

05 - 05 - 2009

Ele já estava aguardando o farol mudar de cor antes de eu chegar no cruzamento. Boné na cabeça, mochila nas costas, olhou para mim e me cumprimentou.

‘De onde será que eu o conheço? Será que foi meu aluno de português?’, pensei. Cumprimentei-o e disse que não estava o reconhecendo.

– Nos conhecemos do tempo em que você não tinha máquina de lavar roupas, respondeu ele.
– Claro! É a primeira vez que te vejo de boné!

Não apenas o boné. Se o farol não estivesse fechado jamais o viria com trajes esportivos. Depois de um longo período, acabava de encontrar com o dono da tinturaria que a uns anos atrás frequentava semanalmente. Quando o via no estabelecimento dele, ele sempre estava engomadinho.

– Tudo bem? – perguntei em português.
– Tudo, respondeu o tintureiro, também em português. Mas não estou mais com ele.

Em uma fração de segundos minha memória recordou de quando o tintureiro me corrigiu: “namorado não, marido!”. Ele era muito apaixonado pelo brasileiro. Disse ter sentido muito a falta dele quando estavam separados por causa da espera do visto de permanência. Me lembrei que de vez em quando encontrava com o casal holando-brasileiro na feira ou no supermercado. Tudo parecia tão perfeito que foi difícil acreditar que não estavam mais juntos. E foi então que eu disse, meio que sem pensar:

– Pelo menos você aprendeu alguma coisa de português!
– E ele nunca aprendeu holandês, respondeu o meu ex-tintureiro.

O farol abriu. Pedalamos juntos e em silêncio um pequeno trecho. Nos despedimos logo em seguida pois a academia de ginástica onde ele pratica esportes ficava à nossa direita. E eu segui em frente, pensando no quanto as roupas que usamos dizem sobre a gente, já que à primeira vista não o havia reconhecido. O quanto será que ele sabe de mim, por ter lavado tanto as minhas roupas?

Leia também:
Em quanto tempo se fala holandês
Tão antigo quanto imigrar por amor
Dize-me que roupas usa…

  1. daniduc
    09 - 05 - 2009 às 3:15 pm

    Belo post! Muito bem escrito, mini conto urbano. Adorei!

  2. Maria Cecília
    14 - 05 - 2009 às 3:59 pm

    Sou fascinada por Amsterdã e/ou amsterdam…rs…
    Nunca fiz uma viagem internacional… estou em pesquisa, me motivando para pegar as tralhas e pé na estrada por um ano ou mais…Estou atrás de dicas, ouvir experiências, enfim… se puder me ajudar agradeço…

    Abraços

  1. No trackbacks yet.
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: