Início > Amsterdã, Holanda > Obamania inspira Cohenmania

Obamania inspira Cohenmania

16 - 03 - 2010

Na semana passada o prefeito de Amsterdã anunciou ser candidato à novo líder do partido social-democrata PvdA. Há grandes chances de que Job Cohen seja escolhido pelo partido dele.

Caso isso aconteça, estará disputando o cargo de primeiro-ministro holandês nas eleições, adiantadas para 9 de junho após a queda do gabinete.

Cohen x Wilders
Cohen é visto por muitos como a única alternativa para combater o político de extrema-direita Geert Wilders. Cohen é caristmático e enfrentou diversos momentos de crise na capital holandesa, demonstrando calma e segurança.

Um desses momentos delicados foi o assassinato do cineasta Theo Van Gogh por alguém que discordava de sua maneira de pensar. Tal brutalidade foi vista como um ataque à liberdade de expressão, tão defendida publicamente na Holanda.

Diferente do populista, Cohen tem experiência na cidade mais multicultural do mundo e é visto como a melhor opção para combater o populista.

“Yes, we Cohen”

Oficialmente Cohen ainda precisa ser escolhido como novo líder do partido. Depois precisa ter uma excelente performance nos debates e outras ações durante a campanha eleitoral, que ainda nem começou.

No entanto, minutos depois de ter anunciado ser candidato à liderança do PvdA seus fãs já twittavan: “Yes, we Cohen!“.

As reações espontâneas em favor de Cohen também apareceram no Facebook. Quase mil pessoas já se declararam fã do ex-prefeito de Amsterdã. De acordo com o jornal De Volkskrant, camisetas, bolsas e canecas com o slogan “Yes we Cohen” já estão disponíveis.

Caso ainda reste alguma dúvida com relação a fonte de inspiração, dê uma olhada nesse filminho, montado pelos adeptos da “Cohenmania”.

Para entender mais a política holandesa:
Troca da guarda na política holandesa
Líder do PvdA troca a política por família
Cai o gabinete holandês

  1. Bart
    03 - 04 - 2010 às 3:21 pm

    Parece boa gente o Cohen, têm forma de inteligênçia pelo menos, e sabe usá-la.

  1. No trackbacks yet.
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: