Início > O holandês > Alemães que falam holandês

Alemães que falam holandês

31 - 01 - 2011

J. curte a cultura holandesa: assiste televisão e ouve rádio holandeses, cursa holandês e sonha em morar em Amsterdã, cidade que frequenta no verão por causa dos festivais de música e teatro. Fui visitar a amiga alemã e ela me apresentou a algumas de suas amigas.

Primeiro visitamos A., que é belga. Conversamos e rimos muito em holandês. Foi uma tarde agradável em que conversamos como se já nos conhecessemos há muito tempo. Da boca de A, ouvi diversas expressões ou palavras que os holandeses que conheço não usam. Achei original quando, no final de nosso bate-papo ela falou ‘het was ontspannend!’ ao invés do ‘het was gezellig!’

Mais tarde nos encontramos com Z. num café. Logo na entrada, o barman cumprimentou J. em neerlandês: ele é flamengo. E embora Z. seja alemã, fala holandês fluente, perfeitamente e sem sotaque. A razão: o amor.


“Como aprendeu holandês?”, pergunto. “Em onze anos de namoro tive a oportunidade de sair de férias diversas vezes com a família dele”, responde Z.

O namorado dela, nascido no norte da Holanda, acompanhava a conversa. Segundo ele, ainda que morem na Alemanha, o holandês dela é bem melhor do que o alemão dele – e ele frequentou cursos de alemão enquanto ela aprendeu holandês ouvindo. A sós o casal só fala holandês.

Um outro alemão conhecido do grupo se aproxima e demonstra felicidade em poder praticar holandês. Junto com a namorada, também alemã, vive há pouco menos de dois anos em Amsterdã. Ambos aprendem holandês no Goethe Instituut.

Uma língua lógica
Para esses alemães, falar holandês é algo natural. Ou uma “língua muito lógica”, como afirma Z., sacondido os ombros. Ela usa a palavra afstandsbediening como exemplo. Em português chamamos esse aparelho eletrônico de controle remoto. Se separarmos afstand = distância e bediening = operação, temos, literalmente, operação à distância.

Bom, depois de viver há quase sete anos em Amsterdã, ter feito mais de dez cursos de holandês e um mestrado nesse idioma compreendo um pouquinho dessa lógica. No entanto, por terem vocábulos muito semelhantes, tenho a impressão de que quem domina o alemão esteja apto a aprender holandês muito mais fácil do que aqueles cuja língua materna é o português.

De qualquer forma, não tenho a ambição de aprender o alemão e achei excelente que todos praticaram holandês comigo. Até porque desde que o holandês passou a ter um papel de destaque na minha vida o meu inglês passou a mancar… ao ponto de agora estar fazendo um curso para reativá-lo.

%d blogueiros gostam disto: