Arquivo

Posts Tagged ‘snarf’

O dia em que imigrei

Há três anos vivo na Holanda. O mais incrível é que não consigo lembrar-me exatamente em que dia cheguei aqui. Procurei no diário daquela época. No dia dois de maio de dois mil e quatro escrevi que naquela noite eu viajaria e veria meu amado novamente. E também que seria a última noite dormindo na casa dos meus pais antes de me mudar. Sei que viajei durante a noite, mas será que a emoção não me permitiu ser clara? Cadê minha objetividade obsessiva?

Snarf baqueadoA próxima historinha no meu diário data de seis de maio. Mais uma vez, sem nenhuma pista concreta da data precisa que desembarquei no Schiphol. Não sei ao certo a quais datas me refiro quando escrevi que Snarf (foto ao lado) sofreu, por dois dias, o efeito das gotinhas de tranqüilizante para que ele relaxasse por algumas das pelo menos doze horas de viagem e check in/out.

Leia mais…

Cadê o Snarf?

Esta aconteceu faz tempo, mas como não tinha blog antes, coloco agora. Dá para entender um pouco do que o nosso bichano faz quando não está trabalhando, atrás dos ratinhos de Amsterdam:

Tudo para ser um domingo tranqüilo. Dia de dormir bastante, levanto da cama só para ir ao banheiro, com planos de acordar só no início da tarde. Engraçado que Snarf não acordou. Esquecemos a janela da sala aberta. “Será que o gato pulou?”, penso enquanto calculo a altura do primeiro andar para a calçada, pelo menos uns três metros.

    Snarf vai pular

Volto pro quarto e dou a notícia pro namorado, já me vestindo pra ir atrás do bichano. Snarf não atravessou o oceano pra passar menos de três meses aqui.

Nosso gato não estava esborrachado no chão, sobreviveu à queda e apenas sumiu. Apenas sumiu??? Quem tem um animal de estimação sabe a gravidade desta afirmação.

Leia mais…