Arquivo

Posts Tagged ‘trem’

Você me ajuda e eu te ajudo

Pietra mora em Utrecht. Como ia passar o final de semana em Amsterdã, achou mais prático utilizar uma OV-fiets.

No sábado pela manhã, antes de sair de casa, ela dirigiu-se ao website da OV-fiets para ativar seu cartão de trem; dessa forma tornou-se sócia do serviço de aluguel de bicicletas acoplado a quase todas as estações de trem do país.

Ao desembarcar do trem, na estação central da capital holandesa, dirigiu-se à bicicletaria, pegou uma OV-fiets e dirigiu-se ao bicicleteiro, para que escaneasse o código de barras em seu cartão e pudesse pedalar pela cidade feita para ciclistas.

Leia mais…

Anúncios

Pedestres ordenados

O trem abre as portas. A maioria dos passageiros desce. Eles descem também os poucos degraus que separam a plataforma da saída da pequena estação. Passando a cerca de alumínio, observam se a ciclovia de mão dupla pode ser atravessada sem perigo.

Não há calçada no lado da rua próximo à estação, apenas a ciclovia. Assim, os pedestres aguardam alguns instantes na calçada curta, que acaba no ponto de ônibus. Olham para a direita e esquerda antes de atravessar a rua movimentada. Se não há carros, eles passam para o outro lado e começam a andar na longa calçada.

Leia mais…

Guarda-chuva = teto temporário

Teto temporárioChove, chove, chove, quase não pára de chover na Holanda.

A estação central de trens Hilversum continua em reforma mas aberta.

Para evitar o mau humor dos clientes, a NS, empresa de trens holandesas, decidiu nos presentear com uma mochila de nylon, recheada com chocolate, chips, suco, biscoito e, claro, um guarda-chuva, que vinha com a inscrição: teto temporário da plataforma.

Leia também:
Ano novo, horários de trem novos
Cadê o paquera do trem?

Categorias:Holanda Tags:, , ,

Ano novo, horários de trem novos

No ano passado um amigo esteve em Amsterdã. Estávamos na Estação Central de trens. Ele viu um dubbeldekker e me perguntou:

– Você vai com um desses de dois andares para o seu trabalho?
Desapontada, respondi:
– Não, eu vou com um daqueles – apontei para o Sprinter

sprinterO Sprinter é um trem bastante simples e que pára em quase todas as estações. Não é muito confortável e tem pouco espaço para sentar-se de maneira agradável e não incomodar o vizinho de banco.

Como se não bastasse, a empresa disponibilizava poucos vagões para o trem que me levava ao trabalho. Como conseqüência, estavam sempre cheios, todos os lugares ocupados e algumas passageiros viajavam em pé. Para poder ir sentada, chegava bem antes do horário de partida.

Leia mais…

Cadê o paquera do trem?

Durante um percurso, de casa para o trabalho, da escola para casa ou qualquer outra viagem num transporte público, você já deve ter dado de cara com uma pessoa que chamou sua atenção.

Pode ser que o trajeto em que vocês viajaram juntos não foi longo o suficiente para pedir o telefone, às vezes nem mesmo saber o nome dele ou dela. Pode ser que você sequer tiveram a oportunidade de trocar algumas palavras. Ficou apenas num olhar. E agora, como encontrar aquela pessoa?

RailsSe você mora na Holanda e o transporte público foi o trem, basta consultar na Rails, a revista que pode ser lida dentro do trem.

No meio da Rails há um encarte chamado ‘Daily Rail’, que tem uma seção chamada ‘connect’. Ali, as pessoas deixam os mais inusitados recados para chamar a atenção daquela pessoa com quem um dia flertaram.

Sempre que pego a Rails, me divirto lendo o Connect. Os bilhetinhos são tão engraçados. Uns estão cheios de clichês, outros são criativos. Alguns exemplos?

Leia mais…

Categorias:Holanda, Típico holandês Tags:, ,

Bici dobrável é tão prática!

vouwopenfiets.jpgNesta tarde, enquanto aguardava o trem, vi um senhor com uma bicicleta dobrável.

Ele estava conversando com uma menina exatamente sobre o seu meio de locomoção que ocupa pouco espaço. Foi aí que pensei: peço ou não uma foto pro Submarina?

O trem chegou e decidi entrar no mesmo vagão que ele. Sentei ao lado dele e fiquei esperando minha cara de pau chegar. Olhava para ele, para a bici e nada de a vergonha ir embora.

Neste meio tempo, fiquei pensando, não só apenas na pergunta, mas também em qual explicação daria ao pedir para tirar uma foto da bicicleta dele.

Leia mais…